200 Mil Mortes Registradas no Brasil por Covid-19

luto COVID 19 Brasil

A Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST, uma entidade de enfermeiros especialistas voltada aos cuidados de pessoas com Estomias, Feridas e Incontinências, manifesta pesar pelas 200 mil vidas de brasileiros e brasileiras ceifadas por essa pandemia.

Entre essas mortes, temos o registro de inúmeros profissionais de assistência à saúde em todo o mundo que se contaminaram e perderam suas vidas cuidando de pessoas com COVID-19.

Segundo dados do Conselho Federal de Enfermagem, o Brasil responde por 30% das mortes de profissionais de enfermagem por COVID-19 e em junho de 2020 o COFEN investigava mais de 7.000 denúncias de condições inseguras de trabalho desses profissionais, fato que mostra a fragilidade e a necessidade de condições dignas e seguras de trabalho para os profissionais da área de saúde no país.

No mesmo dia em que foi anunciado o número alarmante de mortes no Brasil, o Instituto Butantan, um órgão público brasileiro, anunciou a eficácia da vacina CoronaVac, mostrando a competência dessa reconhecida e mundialmente respeitada instituição.

O Instituto Butantan conduziu os testes da Fase 3 da vacina CoronaVac em parceria com as mais renomadas instituições de ensino e pesquisa brasileiras. Essa vacina foi testada em 12 centros universitários do país e no dia 6 de janeiro de 2021 foi anunciada a sua eficácia de 78% para casos leves e 100% para caso moderados e graves, o que demonstra ser uma das vacinas mais seguras do mundo para o COVID-19. A CoronaVac foi desenvolvida em parceria com a SinovacBiotech, empresa chinesa mundialmente reconhecida pela eficácia na produção de imunobiológicos. 

Começamos o ano também com a declaração da Organização Mundial de Saúde de que 2021 é o Ano Internacional dos Trabalhadores de Saúde e Cuidadores durante a 73ª Assembleia Mundial de Saúde, realizada virtualmente em Genebra, reconhecendo o “sacrifício e dedicação de milhões de funcionários do Setor de Saúde”. Aos colegas médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, equipe de higiene e limpeza, nutrição, administração e toda equipe de enfermagem à frente dessa pandemia, nossa gratidão.

Mas vale aqui uma reflexão: apesar dos avanços com relação à imunização, as medidas de prevenção da contaminação são extremamente efetivas e deverão ser mantidas durante tempo indeterminado. O uso de máscaras, higienização das mãos e distanciamento social devem ser mantidos pela população em geral, assim como o uso de equipamentos de proteção individual pelos profissionais de saúde durante a assistência. Todos temos o dever e compromisso de prevenir a contaminação.

O ano de 2020 já entrou para a história e ficará marcado na humanidade como um tempo de grandes desafios, de necessidade de cooperação e colaboração entre as pessoas e diferentes povos; e especialmente para a necessidade de cuidarmos uns dos outros e de nosso planeta.

O início de um Novo Ano sempre foi marcado por Esperança de dias melhores e será… desde que cada um de nós se conscientize de sua responsabilidade individual e coletiva para conter a pandemia.

Sônia Regina Pérez Evangelista Dantas

Sônia Regina Pérez Evangelista Dantas é enfermeira Estomaterapeuta TiSOBEST, doutora em Clínica Médica, Área de Ciências Básicas pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e Presidente da Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST (Gestão 2021-2023).


Sites de consulta de dados:

http://www.cofen.gov.br/brasil-responde-por-30-das-mortes-de-profissionais-de-enfermagem-por-covid-19_80622.html

http://vacinacovid.butantan.gov.br