Estomias

O que são?

Estoma ou ostoma é uma palavra de origem grega que significa “abertura”, “boca” ou “orifício”. Os termos mais utilizados pelos especialistas são estoma ou estomia. Isso porque a Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST fez uma consulta à Academia Brasileira de Letras e verificou que o termo ostoma ou ostomia não existia na língua portuguesa.

As estomias referem-se à uma abertura de um órgão ou víscera oca para o meio externo e são realizadas por meio de intervenções cirúrgicas no sistema digestório, vias urinárias ou respiratória.

Elas podem ser temporárias (após um tempo pré-determinado serão fechadas por meio de nova intervenção cirúrgica) ou definitivas e a pessoa conviverá com ela durante sua vida.

Quais os tipos de Estomias?

A designação do tipo de estomia é definida pelo tipo de órgão ou víscera que será exposto: colostomia (cólon), ileostomia (íleo), gastrostomia (estômago), nefrostomia (rim), ureterostomia (ureter), vesicostomia (bexiga), cistostomia (bexiga com uso de cateter) ou traqueostomia (traquéia), entre outras.

Para que servem as Estomias?

As funções das estomias variam de acordo com o tipo de órgão ou víscera exposta, podendo ser para eliminação (intestinais e urinárias), respiração (traqueostomia) ou alimentação (gastrostomia), por exemplo.

O que é preciso para cuidar da Estomia?

O essencial para o cuidado é você não ter dúvidas e buscar as informações necessárias para ter segurança no cuidado.

Essas informações devem ser dadas desde o pré-operatório e ao sair do hospital você deve estar seguro para o autocuidado. É essencial que saiba sobre seus direitos, onde encontrar polos de assistência e profissionais especializados que possam colaborar com quaisquer necessidades.

No Brasil, pessoas com estomias são consideradas pessoas com deficiência em termos de direitos (Lei 13.146 / 2015) e com direito aos materiais necessários para cuidados com a estomia.

Hoje dispomos de diversas tecnologias para todos os tipos de estomias, como equipamentos coletores de fezes e urina dos mais diferentes tipos e formatos de acordo com as características e necessidades de cada pessoa, assim como de tecnologias para as gastrostomias e traqueostomias, garantindo segurança e reduzindo o risco de complicações. Veja alguns exemplos:

Tipos de Estomia

Figuras ilustrativas da estomia e tecnologias

Estomas Intestinais

Colostomia
Cecostomia
Sigmoidostomia
Ileostomia

Figuras: Estomia intestinal e equipamento coletor das fezes.

Estomas urinários ou derivações urinárias

Ureterostomia
Nefrostomia
Cistostomia
Vesicostomia
Ureterossigmoidostomia
Conduto ileal (bricker)
Reservatório ileal continente (bolsa de kock)
nefrostomia

Figura: Nefrostomia (rim) com bolsa coletora de urina.

cistostomia

Figura: Cistostomia (bexiga) com cateter de drenagem de urina.

Gastrostomia

gastromia

Figura: Estomago com cateter de gastrostomia e sistema para alimentação

Traqueostomia

traqueostomia

Figura: traquéia e tubo traqueal

Como prevenir complicações das Estomias?

A melhor forma de prevenir complicações é compreendendo os cuidados a serem realizados no pré e pós operatório de acordo com o tipo de estomia. Você deve ter como referência um profissional especializado para orientações adequadas e esclarecimento de suas dúvidas.

Fique atento e não modifique as condutas diante de opiniões de pessoas que estiveram em situação semelhante e que por boa vontade compartilham suas experiências. Por quê? Porque não há casos idênticos e as condutas com relação às suas necessidades devem ser personalizadas. 

Os cuidados com a pele ao redor de qualquer estomia são essenciais. Fique atento a isso, a limpeza e proteção da pele são fundamentais para manter sua integridade, independentemente do tipo de estomia que você tiver.

A alimentação, hidratação e atividades físicas também são essenciais para a vida e para a saúde. Busque orientações adequadas.

Quem é o enfermeiro Estomaterapeuta?

O enfermeiro estomaterapeuta é um especialista nas áreas de Estomias, Feridas Agudas e Crônicas, Incontinências Urinária e Anal, Fístulas, Drenos e Cateteres. Nós trabalhamos na promoção da saúde, prevenção de complicações, tratamento e reabilitação de pessoas com todos os tipos de estomias. Se precisar de ajuda especializada, procure um estomaterapeuta.

Associações e núcleos para atendimento dos ostomizados

As Associações e Núcleos são entidades formadas por ostomizados e voluntários com o objetivo de informar, orientar e apoiar outras pessoas com estomia em seus direitos de assistência segura e qualidade de vida.

Há Associações e Núcleos em todos os estados e diversas cidades brasileiras. Acesse a lista e busque o local mais próximo a você. As Associações e Núcleos são essenciais para que você compreenda e participe ativamente dessa nova condição, com segurança e autonomia.

A Associação Brasileira de Estomaterapia – SOBEST, é uma entidade de caráter científico e cultural, voltada à educação da enfermagem nas áreas de estomias, feridas e incontinências, por meio de eventos científicos, cursos de aperfeiçoamento e acreditação internacional de cursos de especialização de enfermagem em estomaterapia. Nosso objetivo é contribuir para a assistência segura e qualificada nas áreas da Estomaterapia.