Atenção com os intervalos entre vacinação no Brasil

Atenção com os intervalos entre vacinação no Brasil

Atualmente vivemos tempos atribulados, a pandemia de Covid-19 mudou nossas vidas de maneira abrupta e, após mais de um ano convivendo com essa situação, estamos realmente esgotados.

Além do uso de máscara, higienização das mãos e isolamento social, as vacinas são apontadas como uma das soluções para esse cenário e nesse momento temos três vacinas diferentes contra a Covid-19 disponíveis, todas com intervalos de aplicação diferentes.

A vacina Coronavac possui intervalo entre 14 até 28 dias, já a vacina AstraZeneca, atualmente produzida pela Fiocruz possui um intervalo de até 90 dias, ou seja, 12 semanas e por fim, a vacina da Pfizer, também possui um intervalo de 90 dias, totalizando 12 semanas. É importante que as pessoas não esqueçam de tomar a segunda dose para garantir a imunização!

Além destas vacinas, desde o início de abril, em São Paulo, estamos com a campanha municipal de vacinação contra a influenza, conhecida como vacina contra a gripe. Esta é uma vacina trivalente de fragmento de vírus inativado, inclusive para a H1N1 e a H3N2, além da linhagem B/ Victoria.

Frente as duas vacinas importantes é necessário respeitar o intervalo de 14 dias entre as duas imunizações, ou outras vacinas do calendário vacinal. É essencial que a população não negligencie nenhuma vacina disponível para a imunização. A vacina ainda é a melhor forma de prevenção de doenças infecciosas virais e, neste momento crítico, todas as medidas possíveis devem ser utilizadas visando a proteção da saúde da população.

Enf ET Edson Maruyama Diniz
Assessor Departamento de Comunicação e Marketing