Acreditação de cursos em estomaterapia, porque é importante?

Acreditação de cursos em estomaterapia, porque é importante?

O enfermeiro interessado em realizar um curso de pós-graduação na área de enfermagem em estomaterapia deve selecionar aqueles devidamente acreditados ou em acreditação pela Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST) e World Council of Enterostomal Therapists (WCET).

Estes cursos são teóricos e práticos e estão em conformidade com os preceitos estabelecidos internacionalmente pelo WCET®. Isto significa que os cursos que possuem esta certificação estão alinhados com todos os países consignatários do WCET.

Os cursos de pós-graduação em enfermagem em estomaterapia acreditados são reconhecidos pela sua alta performance, com cargas teórica e prática equitativas e envolvem as três áreas, paradigmáticas no Brasil: estomias, feridas e incontinência. Todos os cursos têm foco importante nos temas relacionados ao desenvolvimento profissional e no aprendizado contínuo dos participantes.

É importante destacar que os cursos acreditados oferecem um certificado nominal do WCET com reconhecimento internacional além do certificado de pós-graduação lato sensu emitido pela instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação. Esse certificado facilita a atuação dos profissionais estomaterapeutas fora do país.

Portanto, todos os cursos acreditados são minuciosamente avaliados para critérios que envolvem atividades teóricas e práticas para as áreas de estomias, feridas e incontinência como campos de estágio, biblioteca, laboratórios de habilidades e simulação, etc.

Sabendo da seriedade das ações da SOBEST no Brasil, dede 2011, o WCET outorgou o Memorandum of Understanding (MOU) o qual permitiu à Associação analisar os documentos dos cursos de estomaterapia no país, acreditando-os nacional e internacionalmente em nome do WCET. Antes, todos os processos de acreditação eram analisados por comissão designada pelo WCET. O Brasil foi o primeiro país a receber formalmente o MOU. Atualmente apenas seis países encontram-se habilitados para essa avaliação: Estados Unidos, Brasil, Alemanha, França, Austrália e Hong Kong.

Cursos de estomaterapia acreditados garantem o cumprimento das exigências do WCET® e os alunos egressos são reconhecidos como estomaterapeutas junto à SOBEST® e portanto poderão se associar como MEMBRO PLENO ou candidatar-se ao título de especialista – Ti[SOBEST], título esse concedido única e exclusivamente pela SOBEST®.

No Brasil nem todos os cursos de especialização em enfermagem em estomaterapia são acreditados pela SOBEST. Portanto cabe ao interessado verificar junto à Instituição de Ensino Superior e SOBEST se o curso está acreditado ou em fase de acreditação. Cursos não acreditados nem sempre oferecem aulas práticas, estágios ou até mesmo aulas teóricas desenvolvidas por estomaterapeutas. Consequentemente isto pode impactar na formação podendo gerar insegurança para o profissional desenvolver sua assistência ou ainda riscos para os pacientes.

A SOBEST por meio do Departamento de Educação tem envidado esforços para potencializar a formação de qualidade deste profissional. Portanto, sempre estaremos de braços abertos para acolher os interessados pela estomaterapia de qualidade.

Para saber mais sobre as diretrizes que orientam a formação do estomaterapeuta acesse nossa página. Lá você também encontrará todos os cursos que estão acreditados ou em acreditação. Informações sobre funcionamento dos cursos (carga horária, datas de início e término, sistema de oferecimento, etc) devem ser obtidas diretamente nas Instituições de Ensino Superior.

Quaisquer outras dúvidas sobre o processo de formação do enfermeiro estomaterapeuta podem ser encaminhadas também para o e-mail: [email protected]

Juliano Teixeira Moraes

Juliano Teixeira Moraes
Enfermeiro Estomaterapeuta TiSOBEST
Diretor do Departamento de Educação da Sobest
Doutor em Ciências Aplicadas à Saúde do Adulto
Docente da Universidade Federal de São João del-Rei/Campus Centro Oeste