DIRETRIZES PARA O CREDENCIAMENTO DE CURSOS

No Brasil, os Cursos de Especialização em Estomaterapia devem credenciados pela Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST).  Desde 2009, por ocasião do IX Congresso Brasileiro de Estomaterapia, o World Council of Enterostomal Therapits (WCET) outorgou o Memorandum of Understanding (MOU). A partir deste memorando, o WCET reconhece automaticamente todos os cursos credenciados pela SOBEST.

Para abertura de novos cursos de especialização é necessário seguir as normas educacionais vigentes no país estabelecidas pelo Ministério de Educação e Cultura para cursos Latu Senso, as diretrizes curriculares estabelecidas pelo WCET e orientações da SOBEST.

A SOBEST disponibiliza orientação curricular, realiza assessoria e consultoria para as instituições de ensino que tenham interesse em implantar Cursos de Enfermagem em Estomaterapia. Essas orientações devem ser solicitadas diretamente para o Departamento de Educação da SOBEST.

O credenciamento proposto pela SOBEST/WCET tem como principal finalidade garantir uma formação com padrão internacional pautada nos preceitos da formação qualificada do especialista.

Após o credenciamento inicial, os cursos passam continuamente por processos de avaliação e análise. Quando credenciados pela SOBEST/WCET, recebem uma certificação internacional. O Enfermeiro Estomaterapeuta egresso de cursos credenciados também podem solicitar sua certificação internacional. Esta certificação é um grande diferencial da especialidade.

Conheça na íntegra, as DIRETRIZES PARA O PROCESSO DE CREDENCIAMENTO DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DE ENFERMAGEM EM ESTOMATERAPIA.

Área do Associado