Sobest inicia série de entrevistas com os coordenadores de Cursos de Estomaterapia credenciados no Brasil

A Sobest - Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências, trabalha constantemente pela valorização da Especialidade e pela qualidade da formação dos estomaterapeutas no Brasil.

Neste 15 de outubro, Dia dos Professores, iniciamos uma série de entrevistas com os coordenadores dos Cursos de Estomaterapia credenciados ou em fase de credenciamento no Brasil. Uma homenagem da Sobest àqueles que se dedicam à formação de excelência no cuidado de nossos pacientes.

Iniciamos a série de entrevistas com a Enfermeira, PhD, Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem UPE/UEPB, Estomaterapeuta TiSOBEST Isabel V. Santos:

SOBEST - Isabel, quando foi implantado o Curso de Especialização em Estomaterapia na FENSG - UPE? 

Isabel V. Santos - O Curso de Enfermagem em Estomaterapia da Universidade de Pernambuco foi criado no dia 22/09/06. Acaba de completar 12 anos. Já formamos mais de 80 estomaterapeutas desde então.

SOBEST - Qual a importância para a UPE oferecer um curso credenciado SOBEST/WCET?

Isabel V. Santos - O diferencial de uma especialização credenciada por uma Associação Nacional e Internacional é a qualidade do profissional formado, tendo em vista os requisitos técnicos e operacionais exigidos das instituições que executam o curso, além do processo contínuo de avaliação e acompanhamento prestado por estas entidades.

SOBEST - Como você avalia a relevância do curso sob sua coordenação para a região?

Isabel V. Santos - Com uma população estimada em 9.473.266, o estado de Pernambuco acompanha o panorama epidemiológico brasileiro, marcado pelo avanço na prevalência de doenças crônico não-transmissíveis, como oncológicas e metabólicas, e agravada pela ocorrência de agravos consequentes à violência. Estes são fatos que justificam a necessidade e a relevância do curso, tendo em vista as competências do profissional formado para enfrentar as demandas existentes.  

SOBEST - Quais diferenciais o curso oferece? Como é feita a entrada/seleção do curso?

Isabel V. Santos - O curso é oferecido por uma Universidade pública, com vasto campo de prática em seus dois hospitais escola (no próprio campus) além das instituições da rede SUS que facilitam a execução das práticas pertinentes a cada módulo. Também conta com um corpo docente qualificado (em sua maioria com titulação de mestre e doutor).

A seleção do curso ocorre mediante divulgação de edital público através do site da Universidade e se processa mediante prova de conhecimento sobre as três áreas da estomaterapia e prova de títulos. O curso é ministrado em encontros mensais (CH: 30 horas/mês) de forma a acomodar melhor a demanda do estado e ainda significante de outros estados das regiões norte/nordeste.

 

Zele pela sua formação profissional!
Os programas teórico e prático dos cursos credenciados são estabelecidos pelo WCET e devem ser submetidos a uma análise por coordenadores de cursos da SOBEST. Saiba mais em: http://sobest.com.br/texto/7

 

Área do Associado